18.11.17

[RESENHA] Paixão (fallen, livro III) - Lauren Kate


NOME: Paixão  // AUTOR: Lauren Kate
PÁGINAS: 378 // EDITORA: Galera Record // ANO: 2011

GÊNERO: Romance, Fantasia, Ficção, Jovem Adulto, Literatura Estrangeira

SINOPSE: Luce morreria por Daniel. E morreu. De novo e de novo. Ao longo do tempo, Luce e Daniel se encontraram somente para serem dolorosamente separados: Luce morta, Daniel deixado machucado e sozinho. Mas talvez não precise ser dessa maneira... Luce está certa que algo - ou alguém - em uma vida passada pode ajudá-la em sua vida presente. Então ela começa a jornada mais importante desta vida... voltando eternidades para presenciar em primeira mão seus romances com Daniel... e finalmente descobrir o segredo para fazer seu amor durar. Cam e a legião de anjos e Exilados estão desesperados para pegar Luce, mas nenhum deles está tão agitado quanto Daniel. Ele vai atrás de Luce através de seus passados em comum, com medo do que pode acontecer se ela reescrever a história. Porque então seu romance corre o risco de acabar... para sempre.



lauren kate

Paixão é a sequência do segundo livro da série Fallen, Tormenta. Neste, temos uma narrativa um pouquinho diferente, onde se é possível ver os dois lados da história: O de Luce, e o de Daniel. Os capítulos são intercalados e cada um tem sua vez na trama...

Após a confusão com os párias no quintal de sua casa, Luce se cansa de tudo aquilo - a briga causada por causa dela - e decide tomar uma decisão que poderia afetar todo o seu presente. Um pouco mais experiente em relação aos anunciadores (suas sombras), Luce aproveita a presença de um e mergulha em sua profunda escuridão, espantando todos ao seu redor. Ela realmente precisava daquilo. Realmente precisava começar a agir com seu próprio destino e tentar compreender a maldição que a prende junto de Daniel. E é neste mergulhar, que Lucinda Price começa o tour pelas suas vidas passadas à procura de alguma coisa que a pudesse lhe dar as respostas sobre a maldição: O por quê dela? E como aconteceu? É conhecendo Luschka em Moscou, Lúcia em Milão... Presenciando a Segunda Guerra Mundial e até mesmo dançando em um baile no Palácio de Versalhes, que Luce tem a certeza do amor que Daniel e ela compartilham. Ela só precisava chegar em sua primeira vida... O começo de tudo, antes de suas mais variadas versões, e descobrir a causa de todo o sofrimento do amor de ambos durante todas as vidas em que viveu.

"O coração de Luce se conectou a Lu Xin. Ela entendia, com cada fibra da sua alma, exatamente o que a garota sentia. Elas compartilhavam um amor que rei nenhum poderia destruir, que ninguém poderia apagar. Um amor mais poderoso que a natureza."
Pág. 299

Como citado no começo desta resenha, o livro possui um diferencial na narrativa. Continua sendo contado em 3° pessoa, mas agora com o ponto de vista de Daniel. Após ver que Luce mergulhou no anunciador, imediatamente ele vai atrás. Não diria que é um livro tão prático assim, já que todas as vezes que Daniel chega onde Luce estava, ela já tenha partido. Mas continua sendo bom, do jeitinho Lauren Kate. 

" - Tudo o que é bom, no Céu e na Terra, nasce do amor. Essa guerra não é justa. Essa guerra não é boa. O amor é a única coisa pela qual vale lutar."
Pág. 363

OPINIÃO: Antigamente, este era o meu livro favorito de todos da série. Quer dizer, ainda é, mas ao reler realmente senti que é um pouquinho maçante devido as tantas vidas que Luce visita (e você fica naquela agonia do Daniel jamais esbarrar com ela), mas isso é de cada um. Como eu disse, é um livro bom (muito romântico, diga-se de passagem) e encantador pelas tantas vidas e personagens que Lucinda já foi. É de impressionar! Tem gente que acha que não, mas é um livro essencial para a série, já que você conhece personagens novos (e muito importantes) e continua recebendo pistas valiosíssimas para o desfecho da saga. (e novamente sou suspeita para dizer algo, já que Fallen é meu livro favorito, haha)

lauren kate

A indicação continua para os mesmos leitores, e eu reafirmo: Não desistam da série gente (já vi muitos desistirem por não possuírem paciência)!!! Garanto que vocês compreenderão tudo no final e tudo ficará claro... E como eu sempre digo: Leiam quando estiverem dispostos. A leitura fluirá muito melhor...  :P


Lauren Kate cresceu em Dallas, estudou em Atlanta e começou a carreira de escritora 
em Nova York. Atualmente, é professora e vive em uma antiga fazenda na Califórnia.


16.11.17

[TAG] Meu animal de estimação

Oláááá!!!! Vi essa tag no Blog Florescer e achei super legal, pois sou apaixonada por bichinhos (e isso também me fez lembrar em trazer vários posts como este aqui para o blog). Então decidi começar com esta tag mesmo, onde respondo 10 perguntinhas sobre meu animal de estimação! Não sabemos quem foi o criador da tag, mas se encontrarmos com certeza editaremos este post. 
Bora conhecer a fofucha da vez?! :D

gato preto

1) Qual é o nome do seu animal de estimação?
Shadow. Escolhi este nome para ela, pois acho a pronuncia bonita e, também, porque significa sombra. (aqui entre nós... hehe... outro motivo foi por causa de um jogo que AMO muito - Eldarya - onde há a guarda da Sombra, a qual faço parte) rs' 

2) Qual é a espécie e a raça dele (a)?
Ela não tem raça definida, que eu saiba. É um típico gato preto... ^w^

3) Qual é a idade?
1 ano e alguns meses

4) Como você o adquiriu?
Ganhei do meu namorado, quando fui morar com ele. Daniel a pegou em uma casa de ração que ficava perto de nossa antiga casa (ela era a única na gaiola... </3)

5) O que ele (a) mais gosta de comer?
Com certeza é sachê! (bla, blá, blá, Whiska sachê kkkkk) Mas ela tem uma tara enorme por queijo (pão de queijo) e pipoca! Cheguei dar alguns belisquinhos para ela, mas não podemos extrapolar, né?! (e pipoca? só a parte branca e sem sal) :p

6) Há quanto tempo você tem seu animal de estimação?
Irá fazer 1 ano! Ela se juntou à família no dia 12 de dezembro de 2016.

7) O que ele (a) faz que é muito engraçado/fofo?
Derrubar coisas de superfícies (ãh... okay. talvez não seja tão legal assim, mas acho uma graça a carinha de sapeca que ela faz). E conversar com as pessoas. Você diz o nome dela, literalmente conversa olhando para ela, e ela mia de volta, como se realmente estivesse batendo um papo! haha

8) Como é a sua relação com seu animal de estimação?
Eu diria que somos carne e unha. Ela é o meu xodózinho e para sempre irá ser um filhotinho para mim (mesmo que esteja cercado de bebêzinhos dela mesma). É muito beijo, abraço, voz infantil, mimos, e toda vez que vou comprar algo eu penso em levar algo para ela. É literalmente um ser da família! ♥

9) Situação engraçada que aconteceu entre vocês.
Talvez não seja tão engraçado, mas sei lá... Ao mesmo tempo é! kkkk Mas aconteceu logo no segundo dia dela em nossa casa. Ela simplesmente havia sumido! Eu me desesperei tanto, comecei a chorar, fazer post no Facebook de procura-se, quando do nada, saindo de casa para irmos em algum lugar, lá estava ela sentada na cadeira da padaria da esquina (tomando AQUELE sol) kkkkk

10) Alguns apelidos/ nome que você chama seu animal de estimação.
Shadowzinha, Sharoline, e Morceguinha! 


gato preto


E é isso pessoal! Esta foi uma pequena TAG sobre meu petzinho, e espero que tenham se divertido e que façam também! (porque aqui entre nós... tags são muito legais!) Até a próxima ♥♥♥

8.11.17

[RESENHA] Guardião - Mari Scotti

NOME: Guardião  // AUTOR: Mari Scotti
PÁGINAS: 366 // EDITORA: Novo Século // ANO: 2015
GÊNERO: Romance, Fantasia, Fantasia urbana, Literatura brasileira

SINOPSE: Ellene finalmente enfrenta o homem de seus pesadelos e descobre que os dois têm mais em comum do que esperava. Ao mesmo tempo, o Guardião Millosh, determinado a recuperar sua rainha e a segurança de seu reino, se vê sozinho ao deparar-se com traições e precisa confiar em seu inimigo para continuar a busca por respostas.
Unidos pelo passado, Millosh e Ellene são surpreendidos por um sentimento poderoso, impossível e inesquecível. A determinação deles será colocada à prova, bem como a lealdade à raça. E lhes resta apenas a coragem ao se deparar com as revelações que os aguardam. No segundo livro da destacada série Neblina e Escuridão, amor e consciência não deveriam seguir o mesmo caminho.


Em Guardião, segundo volume da série Neblina e Escuridão, vemos a tona os verdadeiros significados da amizade, confiança e amor. Mari Scotti nos bombardeia com fortes emoções a cada capítulo, fazendo com que nossos sentimentos sejam afetados e que os nossos olhos não despreguem das páginas do livro. Como diz a própria sinopse: Amor e consciência não deveriam seguir o mesmo caminho. 

Ellene finalmente encontra o homem de seus pesadelos, aquele que a perseguia toda vez que dormia e que a intimidava com seus profundos olhos verdes. Percebe então que os dois têm mais em comum do que pensava, e em meio a tanta decisão, decide seguir sua jornada ao lado do vampiro. Sua cabeça está confusa, seu coração apertado. O medo e a indignação da descoberta de sua verdadeira origem a faz tomar decisões que nunca pensou que tomaria. Seu passado está cada vez mais se encaixando, e se vê obrigada a aprofundar ainda mais em tal ao lado do poderoso vampiro que momentaneamente aparenta vulnerabilidade.

Millosh está fraco. Percebe que está sendo traído por todos ao seu redor e que alguém está o envenenando aos poucos, para que assim perca seu lugar no trono. A rainha dos vampiros, sua mulher, ainda está desaparecida, mas o vampiro se vê cada vez mais persistente em continuar sua jornada. Seu coração está confuso. A ira o toma ao perceber que está sozinho e que aqueles que ele considerava amigos estão o traindo. Precisa continuar sua procura. Descobrir quem sequestrou sua mulher e impedir que os renegados tomem o trono, fazendo com que o reino se perca em discórdia e dor. 


O vampiro fica mais atordoado quando a híbrida Ellene entra em sua vida. Sente-se cada vez mais traído quando cria a hipótese de que Ellene é a filha que a rainha Elizabeth procura. Seu coração dói, assim como o da garota, ao perceberem que seus sentimentos estão cada vez mais ligados e que a atração que um sente pelo outro não é momentânea. Precisam usar o bom senso, mas a distância que ambos tentam colocar um ao outro os fere cada vez mais.

Na vila dos lobos Tomás ainda está indignado com a fuga de Ellene, mas logo aceita ajudá-la a pedido de Jacó, líder e irmão da garota. Todos se reúnem para ajudar ao perceberem que uma possível batalha terá início. É neste momento que eu comecei a odiar cada vez mais Tomás e a amar cada vez mais Carolina, ex do rapaz. A história é cheia de reviravoltas, o que me surpreendeu e muito. Gostei do segundo livro, assim como o primeiro, devido à autora focar bem nos dois lados: Na jornada de Ellene e Millosh, e nas investigações de seu irmão e amigos na vila dos lobisomens.


Senti tantas emoções ao ler este livro que acho que não conseguiria escrever tudo aqui e resumidamente. Aqueles que pensei amar comecei a odiar. E aqueles que eu odiava comecei a amar. Sem falar todo o mistério que envolve a trama e que nos faz roer as unhas tentando descobrir quem é o culpado por trás de tudo.

O livro é ótimo, e até mais envolvente, e com aquele gostinho de quero mais! Nele é jogado as consequências dos caminhos seguidos pelos personagens, e é narrado em terceira pessoa, assim como o primeiro. Infelizmente terminou em uma parte que eu queria que continuasse! (Normal gente! Sempre sofro com o término de um livro) E como eu já disse em algumas resenhas atrás, sou uma manteiga derretida! Chorei demais! E espero que Rainha prenda o meu fôlego, assim como este livro me causou tal sensação.

Conto extra sobre a série disponível na 
AMAZON



Paulistana, tímida e blogueira literária. Nascida em 22 de fevereiro e formada em Recursos Humanos. Aprendeu a amar a literatura aos dez anos de idade e a desejar escrever com a mãe que também é apaixonada por esta arte. Teve coragem de mostrar suas histórias a outros apenas em 2009 como escritora de fanfics, o que a impulsionou a buscar por mais. Apoia sem reservas a literatura Nacional. Já gravou CD como cantora de banda, compôs e hoje se dedica à sua família e a seus queridos personagens. Escritora das séries Neblina e Escuridão, Série Nefilins e do romance de época Montanha da Lua.


7.11.17

[RESENHA] Híbrida - Mari Scotti


NOME: Híbrida  // AUTOR: Mari Scotti
PÁGINAS: 304 // EDITORA: Novo Século // ANO: 2016
GÊNERO: Romance, Fantasia, Fantasia urbana, Literatura brasileira

SINOPSE: Por toda a vida, Ellene teve a sensação de ser diferente de seus irmãos e dos moradores de sua vila, pois não adquiriu características de lobo, como era esperado. Com um espírito rebelde, resolve desvendar o passado em busca de sua verdadeira origem. O que não planejava era entrar no meio de uma rixa entre vampiros, a raça que aprendeu a temer e odiar desde menina. Para piorar, seus pesadelos voltaram: sonhos com um homem misterioso de olhos ameaçadores, envolvido por uma densa neblina.
Há quase cem anos a rainha dos vampiros foi sequestrada e seu marido, Milosh, desde então busca incessantemente encontrá-la. O tempo é escasso e as autoridades do Conselho desejam eleger um rei cruel em seu lugar. Na tentativa de tardar a mudança, ele se une à maior inimiga da rainha. Qualquer erro pode condená-lo à morte e subjugar todos os seus iguais. Ellene e Milosh mal sabem que aquilo que buscam os colocará frente a frente, em uma trama de intrigas, poder, amor e ódio.


“Apaixonante e emocionante do começo ao fim. Vai ficar para sempre na memória como o livro que me deu colo quando fiquei órfã de Crepúsculo.”
Larissa Azevedo – coautora da série “Minha vida” e blogueira do Burn book

Híbrida é o primeiro livro da Série Neblina e Escuridão, da autora Mari Scotti. O livro nos conta a história de Ellene, uma jovem criada em meio a uma vila de lobos, e Milosh, um poderoso vampiro. A trajetória é narrada em terceira pessoa, o que nos garante uma ampla visão da aventura e fácil entendimento. Cada capítulo é focado no cotidiano de um dos protagonistas, variando entre Ellene e Milosh, o que é super emocionante, pois cada capitulo finaliza de forma misteriosa e com um gostinho de quero mais.


Ellene começa uma busca sobre o seu passado, pois sente que é diferente de todos que a rondam, e isso só piora quando seu amigo Tomás começa a ficar em seu pé. Ele é apaixonado por ela, mas Ellene sente que seus sentimentos por ele são apenas de amizade, porém decide tentar correspondê-lo. Com um relicário em mãos, portando a foto daquela que acredita ser sua mãe, Ellene tenta localizar o joalheiro que forjou a joia e acaba se envolvendo em meio aos vampiros, a raça que sempre odiou. Afastando-se lentamente de Tomás e burlando todas as regras de segurança empostas a ela, a garota se aprofunda cada vez mais em seu passado enquanto tenta negar todas as acusações que as "pessoas" ao seu redor jogam em cima dela.


Milosh, que nunca desistiu de procurar a sua esposa e rainha dos vampiros, corre contra o tempo em tentativa de acertar as coisas em seu reino, mas em meio ao desespero e temendo o irmão da rainha acaba se aliando a sua maior “inimiga”. Sua ideia louca e arriscada o coloca cada vez perto da morte.
Ouvindo a suposta voz de sua amada e sonhando com uma mulher misteriosa, o vampiro se vê cada vez mais motivado, tentando a todo custo localizar a sua mulher e sua suposta filha – Que acha ser apenas um delírio da rainha.


O livro é cercado de mistérios, e que se ligarmos os pontos com muita calma conseguimos chegar a algumas conclusões. Os personagens são bem desenvolvidos e de imediato conseguimos montar suas personalidades. (As falas e menções também são ótimas, e outras bem humoradas!). Nem preciso dizer sobre a descrição do livro... Incansável e viciante. A autora nos bombardeia com emoções e revelações de nos deixar de boca aberta. (Bota boca aberta nisso! Haha).
Por ultimo acho que eu deveria citar isso: Híbrida foi o segundo romance vampiresco que li, o primeiro sendo Crepúsculo, e em relação aos dois... Híbrida foi o que mais me preencheu, pois a Mari nos mostra uma realidade mais favorável e coerente. As descrições de sensações, reações... Enfim... São maravilhosas.

“Ela o apertou no abraço e ficaram assim por quase uma hora, um acariciando e consolando o outro, pois ambos sofriam do mesmo mal: Amor.”
Cap. 13

E novamente irei dizer que me surpreendi... São muitos personagens para amarmos e odiarmos. E aqueles que amei, odiei, e aqueles que odiei, amei. (sou bem confusa, né? haha). Chorei (pois sou manteiga derretida) e quando percebi já estava no final... Nem preciso dizer a angustia que fiquei, pois... Só no segundo livro agora!

Conto extra sobre a série disponível na 

Paulistana, tímida e blogueira literária. Nascida em 22 de fevereiro e formada em Recursos Humanos. Aprendeu a amar a literatura aos dez anos de idade e a desejar escrever com a mãe que também é apaixonada por esta arte. Teve coragem de mostrar suas histórias a outros apenas em 2009 como escritora de fanfics, o que a impulsionou a buscar por mais. Apoia sem reservas a literatura Nacional. Já gravou CD como cantora de banda, compôs e hoje se dedica à sua família e a seus queridos personagens. Escritora das séries Neblina e Escuridão, Série Nefilins e do romance de época Montanha da Lua.